O mendigo ingrato e a Missa…

Quantas vezes nos sentimos animados por uma boa homilia… Quantas graças recebemos ao participarmos piedosamente de uma Santa Missa, que é nada mais nada menos que a renovação incruenta do Sacrifício do Calvário… Que convívio extraordinário podemos gozar ao recebermos Nosso Senhor Jesus Cristo na Sagrada Comunhão em seu Corpo, Sangue, Alma e Divindade, que sendo Criador, Todo Poderoso, se dá gratuitamente a qualquer um que Dele se aproxime, digna ou indignamente…

Todos esses benefícios e muitos outros recebemos ao participarmos de uma Missa, que é o ato mais importante que acontece na face da Terra, praticamente a todo instante.

Grande é o número de pessoas que vivem procurando como se dar bem na vida, como lucrar mais, como ganhar alguma coisa, como conseguir tal outra, mais infelizmente não é tão grande o números  de homens e mulheres que se aproximam do Sacrifício do Altar para rogar a Deus, que se faz ali presente, o que necessita.

Uma verdadeira audiência temos com o Criador ao participarmos de uma Celebração Eucarística, onde podemos depositar todas as nossas aflições, todos os nossos problemas e necessidades, certos de que Ele quer mais o nosso bem, do que nos mesmos queremos.

Muito se aproveitam dessa dádiva de Deus que é a Missa, aqueles que a assistem todos os dias, como é o caso dos religiosos e religiosas, ou não somente esses, mas também as pessoas que distribuem seu tempo de modo a conseguir se beneficiar diariamente de um Santa Missa, entretanto muitos não conseguem dado o pouco tempo que sobra nesse mundo conturbado em que vivemos.

Justamente para benefício do homem, Deus infinitamente bondoso criou um mandamento, que obriga o homem a parar um dia de semana para descansar e assistir Missa.

Bem poderíamos comparar uma pessoa que não cumprisse esse bondoso e delicado preceito, a um mendigo que pede esmola a uma pessoa que possui sete moedas de ouro, e o doador generoso lhe concede seis moedas, das sete que possuía, reservando apenas uma para si, e o mendigo revoltado pede indignado também a moeda que faltou. Tal ato  mereceria que não ganhasse moeda nenhuma, pois se trata de um mendigo ingrato e mal educado,  pois bem a mesma atitude toma alguém que tendo todos os seis dias da semana para si, não dedica um único a Deus assistindo Missa e não procurando o dinheiro nos afazeres aos Domingos.

Missa na basílica Nossa Senhora do Rosário

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*