Pensamento da Semana

“Que a paixão de Cristo esteja sempre esculpida na tua mente e no teu coração!”

(Santo Padre Pio de Pietrelcina)

Do Santo Padre Pio, podemos dizer que teve a paixão de Cristo esculpida não só na mente e no coração, mas também em seu próprio corpo. Foi o ele o primeiro sacerdote na história da Igreja a receber os estigmas de Cristo, carregando-os e sofrendo as dores da paixão por 50 anos.

Em sua vida, meditava a paixão constantemente e derramava abundantes lágrimas ao relembrar os sofrimentos sofridos por Cristo. Tinha os estigmas como um “presente” de Nosso Senhor, para assim se oferecer também como sacrifício para a salvação das almas. Perseguido, passando por doenças atrozes e sofrendo constantes ataques do demônio, a lembrança da paixão foi para Padre Pio verdadeiro consolo nestes momentos.

É admirável ver o zelo dos santos em se ter sempre presente a paixão de Cristo. A lembrança da paixão, nos afasta pecado e nos faz crescer no amor a Deus. Saber que Deus quis sofrer tudo o que sofreu na paixão por cada um de nós faz-nos ver o quanto Ele nos ama e preza por nosso amor.

Dizia Santo Afonso de Ligório que o Calvário é o monte do amor: é ali que se formam os santos. Estimulava seus discípulos e meditarem todos os dias a paixão, pois ela nos favorece a contrição dos pecados e a perseveranças na boas intenções. Subamos nós também esse monte para termos como prêmio o próprio Deus!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*