Exemplo dos Santos

A última chance

Durante a vida de São Felipe Néri, havia um menino chamado Paulo Máximo, ao qual ele amava paternalmente.

Quando ele tinha 14 anos, ficou gravemente do­ente. Então seu pai, Fabrício, príncipe romano, mandou cha­mar São Felipe para dar uma bênção ao enfermo. Mas, na hora que o criado foi chamá-lo, ele estava celebrando a Missa e, nesse meio tempo, o jovem morreu. Quando o San­to chegou, ajoelhou-se diante do cadáver, rezou, aspergiu-o com água benta e disse em voz alta:

– Paulo! Paulo!

O morto moveu-se e ex­clamou:                                                                                                         – Padre, Padre, tenho um pecado e quero confessá-lo.

Depois de ouvir a sua confissão, São Felipe perma­neceu falando com ele sobre o Céu e a Visão Beatífica. E perguntou-lhe:                                                                                                     – Queres ir para o Céu?

– Sim! Quero!

– Vai, sê feliz e roga a Deus por mim. Dito isto, o jo­vem expirou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*