Quarta Feira de Cinzas

A Quaresma começa na quarta-feira de cinzas que é um momento de oração, penitência, abstinência e jejum. Vivenciamos cada momento deste período com serenidade,  confiança e com o coração contrito em relação aos nossos pecados e aos da humanidade inteira. Preparando-nos deste modo para a realização do grande mistério da redenção, operado atualmente,  de forma mística em nossas almas.

A imposição das cinzas nos lembra que nossa vida na terra é passageira e que o nosso fim é estar no céu.

As palavras utilizadas para a imposição das cinzas, incluem:

• “Concedei-nos, Senhor, o perdão e fazei-nos passsar do pecado à graça, da morte à vida eterna.”

• “Lembre-se que você é pó e ao pó voltará

• “Arrependei-vos e crede no Evangelho”.

Origem da Liturgia

Antigamente os judeus usavam as cinzas para se cobrir quando faziam algum sacrifício e os ninivitas, igualmente, em sinal de seu desejo de converter-se de  sua má vida a uma vida com Deus.

Nos primeiros séculos da Igreja, as pessoas que queriam receber o sacramento da Reconciliação na Quinta-feira Santa, colocavam as cinzas na cabeça e se apresentavam à comunidade vestida com um “hábito penitencia”: isso representava  sua dor pelos pecados.

Em 384, a Quaresma adquiriu um significado penitencial para todos os cristãos e, desde o século XI, a Santa Igreja passou a utilizar as cinzas para marcar os 40 dias de Penitência e Conversão propostos antes do Tríduo Pascal.

As cinzas utilizadas são obtidas através da queima das palmas usadas no Domingo de Ramos do ano anterior. Isso para nos lembrar:  ”o que era um sinal de glória se tornará em breve em objeto de esquecimento para todos”.

Também o período quaresmal foi utilizado como preparação para os catecúmenos, que ansiosamente esperavam receber o batismo no Sábado Santo.

A imposição das cinzas é um hábito que nos lembra que um dia vamos morrer e nossos corpos se tornarão pó. Nos ensina também que tudo o que temos de material é passageiro. Contrariamente,   os bens que levamos em nossas almas nos acompanharão para a eternidade. No final da nossa vida só levaremos aquilo que fizemos por Deus.

Rezemos à Virgem das Dores que nos auxilie nesta caminhada de 40 dias, que Ela nos faça cumprir os propósitos de emenda   feitos nesta quaresma, que culminará com o momento em que Nosso Senhor Jesus Cristo expirou o seu último alento por todo os homens e após 3 dias ressuscitou triunfando sobre a morte e o pecado.

Um Comentário para: “Quarta Feira de Cinzas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*