Perseguição a instituição católica baseou-se em fraudes jornalísticas

Redação (Sexta-feira, 23-06-2017, Gaudium Press) Um artigo intitulado “Perseguição a instituição católica baseou-se em fraudes jornalísticas”, publicado nesta semana no site Expresso Ceará, explica o grande erro cometido por diversos veículos da grande imprensa que, desde a semana passada, estão divulgando informações falsas e mal apuradas sobre a Associação Católica Arautos do Evangelho.

Perseguição à instituição católica baseou-se em fraudes jornalísticas.png

De acordo com a matéria, o jornal ‘O Globo’ publicou uma nota afirmando que “a instituição possui padres exorcistas que são satanistas”. Em seguida, a Folha de São Paulo divulgou que “os membros da instituição desejavam a morte do Papa e que fizeram pacto com o diabo”. Não foi preciso esperar muito tempo para que notícias desse tipo se alastrassem pela internet em sites e blogs de todo o tipo. “Notícias mal produzidas”, “descompromissadas com a verdade”, e “fraudulentas” acabaram caluniando a entidade que está presente em 78 países e possui cerca de 200 sacerdotes.

“Não dá pra negar que as manchetes estimulam a curiosidade do leitor, mas, basta pensar um pouco (muito pouco mesmo) e perceber que as matérias são incongruentes na essência”, afirma o site. Em seguida dá um exemplo: “seria o mesmo que soltar uma matéria com o título ‘construtor de casas deseja que pessoas morem na rua e não comprem mais moradias’. Surreal assim”.

A matéria aponta uma das principais falhas dos jornalistas que aceitaram publicar essa notícia: a falta de apuração. “É obrigação do jornalista apurar e checar antes de divulgar. A apuração está associada a checagem dos fatos, e é o que difere os jornalistas de todos os outros profissionais envolvidos na elaboração de um jornal”, explica.

Segundo apuração do site Expresso Ceará, os Arautos do Evangelho não foram procurados pelos jornalistas que produziram essas matérias. Ou seja, ninguém procurou ouvir o outro lado. Além disso, “as falsas matérias afirmavam que havia sido montada uma comissão do Vaticano para investigar os Arautos”, entretanto, a Santa Sé não se pronunciou sobre o caso.

Para o articulista, a única explicação para essa forte divulgação de notícias “é caluniar e criar uma imagem extremamente negativa sobre tal entidade, que, não por coincidência é uma instituição católica”.

“A forma e conteúdo da notícia apontam para uma prática já conhecida no meio jornalístico: a ‘rec’, quando a matéria é ‘recomendada’ pela alta direção da empresa ou atende interesses de pessoas ou entidades a eles ligados”, conclui a notícia. (EPC)

5 Comentários para: “Perseguição a instituição católica baseou-se em fraudes jornalísticas

  1. A inimizade entre os “filhos das trevas” e os “filhos da luz”, ou seja, os filhos de Maria, foi, é, e será para sempre, enquanto o mundo for mundo. Assim nos fala o Espírito Santo através das Sagradas Escrituras.Mas a vitória será, e já é, de Jesus por sua Medianeira de Todas as Graças cujo Coração Imaculado Triunfará.
    Quando as Forças Satânicas se revoltam é por que algo de grande rumo à vitória do Reino de Maria, que é o Reino de Jesus, está por chegar. Que venha e que, se for para a glória de Deus, que corra o sangue dos mártires como tanto pelo mundo já correu.

  2. Tentar criar divisão na Santa Igreja Católica é próprio aos invejosos.
    Vejamos o conceito de inveja na perspectiva Tomista, onde Santo Tomas desenvolve o pensamento de Santo Agostinho:
    “Não foi repreendido o demônio porque caiu em adultério, ou porque fez algum furto, ou porque roubou a fazenda do próximo, mas porque tendo caído, teve inveja do homem que estava em pé. Os invejosos, à maneira de demônios, têm inveja dos seres humanos, não tanto porque pretendem alcançar a prosperidade deles, senão porque queriam que todos fossem miseráveis como eles. Olhai, pois, ó invejoso, que, dado que o outro não tivera os bens de que tu tens inveja, tu tão pouco os terias; e, pois ele os tem sem teu dano, não há porque te pese por ele. E se por ventura tens inveja da virtude alheia, olhai que nisso és inimigo de ti mesmo, porque de todas as boas obras de teu próximo tu serieis partícipe se estivésseis na graça de Deus; e quanto mais ele aproveita e merece, tanto mais aproveitas tu a ti mesmo. Por onde, sem razão tens inveja da sua virtude, antes deverias alegrar-se com ela para o proveito dele e o seu, pois participas de seus bens (SANTO AGOSTINHO apud GRANADA, 1856, p. 132)”
    Salve Maria a todos que, como o Sr. Dr. Plinio Corrêa de Oliveira, aproxima-nos cada dia mais da Santa Igreja Católica Apostólica Romana, de Nossa Senhora e de Nosso Senhor Jesus Cristo!

  3. Salve Maria!
    Graças a Deus e a Nossa Senhora não depende da mídia para formar minha opinião sobre os Arautos do Evangelho, pois tenho a graça de poder desfrutar do convívio deles. E viver a realidade dos fatos é isso: “… Estar juntos e querer-se bem”.

  4. A missão de um jornalista é informar os leitores. Por isso, antes de publicar uma notícia ele tem que escutar todos que estão envolvidos na notícia.
    Se o jornalista não faz isso, ele não informa seus leitores… E acaba prejudicando terceiros…
    Ou será que esses jornalistas publicaram notícias sobre os Arautos sem checar as fontes de propósito?

  5. Salve Maria!
    Não tem como esconder que tudo está sendo orquestrado com uma finalidade explícita de prejudicar os Arautos do Evangelho na pessoa do Monsenhor João. Qual o motivo? Simplesmente porque os Arautos,atualmente, nessa crise de identidade do que é ser católico apostólico romano, são fiéis à Doutrina da Santa Igreja, seus sacerdotes atendem confissões incansavelmente, propagam a devoção à Nossa Senhora de Fátima juntamente com a Consagração pelo método de São Luis Grignon de Montfort, ensinam o catecismo às crianças e dão curso de Crisma aos jovens como ninguém, ou seja, preparam as almas para o Céu. Além de, com a ajuda de doações, terem construídos igrejas belíssimas, onde pessoas humildes têm a possibilidade de admirar, de se deixar tocar a alma para uma conversão à verdadeira Igreja fundada por Nosso Senhor Jesus Cristo. A dois mil anos a Igreja é perseguida, e hoje essa perseguição se dá na Ordem Religiosa mais fiel de todos os tempos.
    Do lado dos detratores e maledizentes está a mídia secular que, com fofocas e desonestidade jornalística atacam o Bem, do outro lado estão os Arautos do Evangelho que contam com algo muito mais poderoso e eficaz: a VERDADE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*