Não nos iludamos! Em qualquer estado de vida, o verdadeiro caminho a ser trilhado é o da cruz! Depois do pecado original, ela sempre estará presente no convívio social, havendo desavenças e desencaixes inclusive entre esposos. Falsa seria a afirmação de que é possível existir um casal tão inteiramente harmônico, que cada um dos consortes nunca tenha de fazer esforço para adaptar-se ao outro.

Daí a importância do Sacramento, que “purifica os olhos da natureza, faz suportáveis as desgraças, enternecedoras as enfermidades, amáveis a velhice e os cabelos brancos. A graça torna o amor paciente. Ela o fortifica face ao choque dos defeitos com que ele se deparou”. (Mons. João S. Clá Dias. Homilia. XXVII Domingo TC).

O sacramento do Matrimônio foi o tema do Simpósio realizado na casa dos Arautos do Evangelho, no dia 30 de setembro. Ministrado pelo Revmo. pe. Célio Casale, EP, o curso contou com 160 participantes, os quais, muito entusiamados, relataram como foi proveitoso e extremamente  informativo, de modo que  ficaram ansiosos pelo próximo evento!